Caixa d’água exige limpeza periodicamente

 

A água enviada até a caixa d’água dos imóveis que possuem este equipamento é “renovada” com certa periodicidade. Conforme as pessoas daquela casa ou escritório utilizam os recursos da caixa, uma nova remessa de água é entregue, via encanamento, para o equipamento novamente.

Embora a água seja tratada pela central e venha praticamente limpa (mas não 100% potável), a própria caixa d’água pode contaminá-la e tornar seu uso prejudicial à saúde dos usuários.

Isso acontece, pois, a caixa fica instalada, geralmente nas lajes, sob o telhado ou no telhado das casas. Desta forma, ela fica vulnerável para que insetos, bactérias e impurezas entrem em seu sistema.

Atualmente, a maioria das caixas d’água acompanham uma camada antibacteriana em seu material, diminuindo a chance de contaminação. Mas, mesmo assim, uma limpeza regular é fundamental para evitar a proliferação desses organismos.

Por isso, o recomendado é que a cada seis meses ou doze, no máximo, seja feita a limpeza do equipamento. O indicado, nesse caso, é a contratação de um profissional que faça isso da maneira correta, sem prejudicar partes do encanamento, como entrada de ar ou trincas.

Essa limpeza, geralmente, é feita manualmente, com escovas e cilindros, mas a tecnologia para esta área e está sendo desenvolvida e algumas empresas já oferecem a limpeza da caixa com robôs que sugam a sujeira.

Neste processo é interessante também verificar se há alguma rachadura ou trinca no produto, permitindo algum reparo já durante a limpeza e economizando tempo e mão de obra.

Com esses cuidados, a chance de alguma pessoa se contaminar com bactérias presentes na água da caixa irá diminuir bastante, e a saúde das pessoas será preservada.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *