Devemos Contratar um Pedreiro ou Uma Empreiteira?

Gerenciar uma obra não é uma tarefa simples, exigindo muito conhecimento e dedicação. Para quem não tem essa atividade como profissão ou base financeira, não é muito conveniente perder tempo administrando sua própria obra.

Com isso, a primeira opção que surge é contratar mão de obra capacitada e específica para esta função. Porém, muitos custos estão envolvidos nessa questão, fazendo com que algumas dúvidas apareçam, como “devemos buscar um pedreiro ou uma empreiteira”?

Para ajudar a esclarecer alguns pontos, separamos as principais vantagens e desvantagens em cada uma das opções.

Construtora

A vantagem de contratar uma construtora para a execução de uma obra é o envolvimento da empresa em todo o processo de construção, que vai desde a limpeza do terreno e terraplanagem até o término da obra. Em alguns casos, eles lidam até com a parte legal, como alvará perante a prefeitura do município, por exemplo.

Com a construtora, você tem um contrato de serviços, que dá uma melhor noção dos prazos de entrega da obra, além de ser responsável pela compra de todos os materiais que serão utilizados e a contratação dos profissionais.

Contudo, este tipo de empreitada acaba saindo um pouco mais caro, pois além de todos os encargos, folha de pagamento, entre outros custos, ela precisa minimizar ao máximo qualquer problema ao contratante dos serviços.

Resumindo, a contratação de uma empreiteira sem dúvida traz ao proprietário uma maior tranquilidade em relação aos problemas enfrentados na obra, mas essa facilidade exige um investimento financeiro maior.

Pedreiro

Contratar um pedreiro acaba sendo mais barato que optar por uma construtora, pois não gera todos os custos e encargos que a empresa tem, além de dar a possibilidade de um melhor gerenciamento financeiro e unitário dos materiais que estão sendo comprados.

Contudo, a compra dos materiais fica mais difícil e gera perda de muito tempo. O contratante também precisa de mais capital de giro, pois normalmente o pedreiro é pago por semana. Outro inconveniente é a necessidade de fiscalizar diariamente os serviços que, mesmo assim, pode ter seu prazo de entrega alterado constantemente.

No final, a escolha em como prosseguir com a obra vai depender principalmente da disponibilidade financeira e de tempo que o contratante possui.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *