Forro de Gesso: Vantagens e Desvantagens

O uso de gesso na construção civil vem crescendo cada vez mais. Sua aplicação estende-se desde o revestimento, até rebaixamentos do teto e divisórias, fazendo com que os profissionais cada vez mais se especializem nesse tipo de obra.

gesso é feito de um material muito abundante na natureza, especialmente no Brasil, obtido da calcinação de uma rocha chamada Gipsita.

Apesar de ser um material muito comum e de baixo custo, ainda é pouco utilizado em nosso país se comparado ao uso que é feito em outros países mais desenvolvidos, como nos EUA, Canadá e diversos outros na Europa.

Destacamos aqui dois tipos de forros de gesso: o tradicional e o drywall.

O forro de gesso tradicional é mais comum nas construções. Seu acabamento é feito por meio de placas moldadas, encaixadas umas as outras e penduradas por arames na estrutura do teto. Seu processo de instalação é fácil quando feito por profissionais e com as ferramentas corretas e tem boa relação de  custo e beneficio muito bom; em contrapartida, gera muita sujeira.

O forro drywall não gera tanta sujeira, porque as placas são fixadas em uma estrutura metálica pré-instalada e o processo de instalação é mais rápido; o resultado é semelhante ao gesso tradicional, porém tem um custo um pouco maior.

Os forros de gesso, além do bom acabamento, proporcionam mais facilidade na alocação da iluminação, que pode ser embutida, com spots de lâmpadas, garantindo um visual melhor ao ambiente, além de proporcionar redução dos ruídos, controle da temperatura. Dispensa muita manutenção e sua limpeza é muito fácil.

O gesso, contudo, tem algumas desvantagens se comparado com outros tipos de acabamento, mas que não desmotivam uso: ele absorve muita umidade,  e para o uso em banheiros, por exemplo, recomenda-se uma demão de tinta óleo para minimizar este efeito.

Outro fator comum, mas não frequente, é o aparecimento de rachaduras na estrutura do gesso, sendo necessária uma manutenção no acabamento, se for o caso.

Existem, ainda, alguns estudos que tem a finalidade de deixar o gesso impermeável por meio de agentes químicos para que possa ser utilizado em acabamentos exteriores, mas ainda não é possível prever quando isto será alcançado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *