Onde Descartar as Sobras de Tintas

Comprar a quantidade exata da tinta que será usada em sua obra é praticamente impossível e as sobras de tinta, por isso, são muito comuns. Neste artigo, nós disponibilizamos algumas dicas que podem ajudar no descarte ou aproveitamento correto destes materiais químicos e embalagens.

Quando for se desfazer destes materiais químicos alguns cuidados especiais devem ser tomados para que não haja contaminação do meio ambiente, os vernizes e solventes podem ser absorvidos contaminando o solo e a água subterrânea.

Em relação às latas também devem ter um direcionamento correto, pois a coleta de lixo não tem o devido tratamento para estes materiais que, inclusive, não podem ser reaproveitados por serem tóxicos. O mais indicado é inutilizar as latas para evitar reuso ou enviar para prensagem.

Outro problema que provavelmente ocorrerá será o local de descarte; Atualmente as prefeituras, por má administração publica, não disponibilizam coleta seletiva ou local de descarte de materiais químicos e tóxicos, forçando as pessoas a jogar esses produtos na pia ou junto com o lixo orgânico comum gerado no dia a dia. Contudo, algumas prefeituras forçam os produtores e comerciantes desses materiais a promover a logística reversa, fazendo com que haja a reciclagem dos metais e a tratamento adequado aos produtos químicos.

Com essas dificuldades não podemos esperar que as empresas dependam de lei para agir, precisamos também tomar atitudes que contribuam neste sentido. Por exemplo, a tinta látex pode ser solidificada para ser normalmente descartada sem mais complicações, sendo que esse processo pode ser acelerado utilizado um secador de cabelo.

Outra solução é doar as sobras de tintas e solventes a conhecidos, para que seja usada, evitando a necessidade do descarte.

Antes de comprar o revestimento de seu gosto procure saber qual a metragem do local para determinar a quantidade que será utilizada, agindo assim você vai evitar desperdício muito grande de material e gastos desnecessários com compras indevidas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *