Revestimento retificado é o fim do rejunte

Pisos menores, que exigem espaços muito grandes e expostos para o rejunte, estão sendo menos comuns ultimamente quando os consumidores escolhem o revestimento. Uma tendência, hoje, é utilizar peças grandes de cerâmicas, que dão um aspecto mais plano ao ambiente e a necessidade de rejunte é menor do que nos métodos tradicionais.

Porém, alguns compradores e decoradores são bastante exigentes e querem ver o cômodo livre de qualquer tipo de frestas nos pisos. Para isso, existe uma modalidade chamada junta seca para revestimentos retificados, que atendem completamente essa demanda.

Como o próprio nome diz, a junta seca dispensa qualquer uso de rejunte no assentamento dos pisos. Nesta técnica, as peças ficam encostadas uma na outra e a aderência é feita apenas pela argamassa colante, dando a impressão de um aspecto mais plano e sem emendas.

Para ter sucesso nesse tipo de aplicação, é preciso tomar alguns cuidados antes. É primordial, neste caso, utilizar peças retificadas. Esse produto apresenta um corte reto e padronizado de fábrica, permitindo que o assentamento seja feito o mais próximo possível, sem gerar qualquer tipo de vão.

Evite usar a técnica da junta seca em áreas molhadas. O contato constante com a água pode danificar a argamassa e gerar infiltração. Essa modalidade de aplicação também não deve ser usada em locais que sofrem com dilatação excessiva – seja por calor, frio ou trânsito. Nesses casos, o rejunte passa a ter um papel importante, pois evita rachaduras, trincas e quebras das peças.

Essa é uma tendência bastante procurada pelo mercado. Se você quer dar um charme extra ao seu ambiente interno, pode apostar tranquilamente nas peças retificadas!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *