Qual vai ser: Bloco de concreto ou cerâmico?

Sabemos que o processo de construção de um espaço demanda muito estudo, planejamento e, sem dúvida, paciência. Além de profissionais qualificados, é indispensável saber qual é o melhor material para ser utilizado em cada etapa das obras.

Ainda na fase de estruturação, por exemplo, é necessário escolher qual bloco utilizar, o de cerâmica ou de concreto. Apesar de parecerem semelhantes, esses dois blocos têm características únicas, que precisam ser identificadas antes de serem escolhidas.

No caso do bloco de concreto, o material é um dos mais resistentes para as paredes. Por isso, ele é uma ótima opção para quem deseja uma mão de obra executada mais rapidamente, evitando possíveis desperdícios com quebras.

Além disso, o concreto necessita de uma menor quantidade de argamassa de assentamento. Dentre suas principais vantagens estão: Economia no revestimento, resistência mecânica e mais regular geometricamente. 

Já o bloco cerâmico é bem mais leve, facilitando a aplicação e logística no canteiro. Sua movimentação é menor, permitindo juntas de dilatação maiores. O material também absorve menos água, propiciando maior produtividade. 

Rapidez,  economia no custo final das obras, menor tempo de assentamento, flexibilidade de layout e isolamento térmico são algumas das vantagens. Além disso, ao longo do seu ciclo de vida, esse tipo de bloco emite 66% menos de CO2 do que os de concreto.

Ao comparar, enfim, os dois blocos, podemos observar que a decisão ficará de acordo com a necessidade de quem o procura. Por isso, se a escolha parecer difícil, atente-se a questões como região onde será utilizado, para que fim, tipologia da edificação e custo.