Tecnologia de alarmes distingui presença de pessoas e PETs

 

Quando a instalação de alarmes residenciais passou a ser mais comum, muitos acabaram se frustrando com o acionamento do sinal sonoro constante. O que parecia ser um defeito no equipamento, na verdade era a detecção do movimento dos animais de estimação no local, como cachorros e gatos.

Diante deste cenário, empresas do ramo começaram a investir em tecnologias que pudessem fazer com que o sistema de alarmes distinguisse a movimentação de um ser humano e de um PET. Após algum tempo de pesquisas, esse tipo de equipamento já é facilmente encontrado no mercado e com preços bem acessíveis.

O sistema funciona da seguinte forma. Raios ultravermelhos são emitidos para identificar a movimentação no local. Porém, o equipamento consegue identificar o peso do que está se movendo no alcance do sensor.

Com isso, qualquer coisa que se movimente, abaixo dos 20 kg, o sistema reconhece como sendo um animal de estimação. Caso o sensor identifique que esse peso está acima, o alarme é disparado por precaução.

Essa inovação trouxe mais segurança a esses imóveis que, antes, só contavam com cercas e com o próprio cachorro, em algumas situações, para avisar que pessoas estranhas estavam próximas do imóvel.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *