União do comércio de materiais de construção gera crescimento na economia durante pandemia

Com a chegada da pandemia do novo coronavírus ao Brasil no início de março, a economia brasileira sofreu duros golpes em sua economia. O isolamento social, recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), levou ao fechamento de muitos comércios, inclusive os de materiais de construção.

Porém, no início deste mês, governadores perceberam a importância do setor e o trataram como serviço essencial a população, liberando novamente o funcionamento de diversas lojas pelo Brasil.

 

Com união de todos os lojistas e trabalhadores, a área da construção civil conseguiu amenizar os impactos da pandemia na economia nacional, registrando crescimento de 7% durante a semana encerrada em 24 de abril, aponta os dados da Cielo.

 

Esse período de isolamento e reabertura dos comércios permitiu que muitas pessoas, dentro de casa, fizessem pequenas reformas que estavam paradas há muito tempo. Isso movimentou também o setor de serviços, mesmo durante a crise.

 

Além dos vendedores em frente ao balcão, merecem destaque a adaptação de funcionários e lojistas que conseguiram levar seus produtos ao ambiente online. Assim, mesmo paralisados, muitos estabelecimentos conseguiram dar conta dos seus compromissos e de gerar novas vendas utilizando sites, redes sociais e até mesmo o WhatsApp para entrar em contato com fornecedores e clientes.

 

Mesmo com o atual cenário econômico e da saúde bastante complicado, os setores da construção civil mostrou sua força e importância para ajudar o país e levar os melhores produtos e confortos à casa de seus consumidores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *