Diferenças entre Sanca e Forro de Gesso

Optar por um acabamento em gesso no teto promove um ambiente muito bonito e elegante, mas também cria um dilema comum na hora de escolher entre sanca ou forro de gesso para esta tarefa. Realmente, os dois modelos são bastante semelhantes, mas o efeito gerado por cada material é bem diferente.

Então, para tirar qualquer dúvida que você possa ter, separamos, neste post, as diferenças entre os dois acabamentos e os tipos de sancas que podem ser instaladas. Vamos lá!

Ambos os produtos são fabricados em gesso. No caso do forro, conhecido também como rebaixamento, a instalação das placas é feita alguns centímetros abaixo da laje, substituindo o teto e criando varias possibilidades de iluminação à vista.

Já as sancas, são molduras, com diversos formatos e estilos, em que o teto fica aparente, fazendo com que ela funcione como um refletor e mantenha a iluminação parcialmente escondida.

Agora, confira os modelos mais comuns de sancas:

SANCA ABERTA

Este modelo possui a abertura em direção ao centro do ambiente. Neste vão, pode-se adicionar uma luz que reflita no teto, iluminando de forma indireta o restante do cômodo.

SANCA FECHADA

Neste caso, é feito um rebaixamento do forro somente na sanca, no encontro entre a parede e o teto. O ponto de luz central permanece na laje, mas é comum distribuir outros pela sanca. Isso cria um ambiente muito bem iluminado, de forma direta.

SANCA INVERTIDA

Este tipo de sanca é quase que um rebaixamento total do teto, deixando um vão entre a parede e o material, de 20 cm ou mais. Isso gera um espaço, permitindo a instalação de pontos de luz, além de iluminação extra, caso necessário.

Seja qual for o acabamento que você escolher, é sempre importante lembrar que a instalação deve ser feita por um profissional capacitado e de confiança para garantir o melhor resultado.

 

One Reply to “Diferenças entre Sanca e Forro de Gesso”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *